Open Call, Wide Space: os selecionados para o programa de residências artísticas



No final do ano passado o Projeto MALACATE fez uma convocatória pública para a atividade Open Call, Wide Space, um programa de residências artísticas para profissionais das artes performativas dos países doadores EEA Grants (Islândia, Liechtenstein e Noruega)


Miguel Maia e Filipe Abreu, que compõem a direção artística do projeto, reuniram no passado dia 5 de janeiro, selecionando dois projetos das várias candidaturas.


A primeira residência, a acontecer durante o mês de maio, apresenta uma proposta multidisciplinar de três artistas - Ana Brotas, Karina Sletten e Viviana Cárdenas, que se propõem a “iniciar uma série de reuniões, acontecimentos e encontros espontâneos com os residentes para desenhar um mapa emocional que relacione memórias, histórias e gestos sobre a água, bem como as memórias da Mina e a as suas tecnologias hídricas”.


Em janeiro do próximo ano, o MALACATE acolhe na Mina de São Domingos o coletivo composto por Stein Henningsen e Sarah Gerats, provenientes da cidade mineira Longyearbyen, com um projeto de performance. Os dois propõem-se a “trabalhar no exterior diariamente e a fazer passeios pela vila, a Mina, e pela natureza moldada pela indústria e a reagir a mudanças repentinas do clima e da alternância de ambientes”.