Visões: impossibilidades fotográficas que agora habitam a Mina



© Bruno Monteiro


Foi no passado dia 30 de abril que inaugurámos a exposição fotográfica Visões, por Sónia Godinho, junto às antigas oficinas de manutenção de locomotivas do complexo mineiro.


Olhando para esta paisagem de possibilidades infinitas, Sónia Godinho, fotógrafa convidada pelo projeto MALACATE, desafiou as crianças da escola da Mina a imaginar este lugar de forma alternativa. Como poderiam estas crianças, que não viveram os tempos que só as fotografias antigas documentam, olhar para os gigantes de pedra e os terrenos agrestes? Será este um lugar mágico em que edifícios e pedras escondem segredos fantásticos?


Após sessões de trabalho entre a fotógrafa e as crianças, descobriu-se o que afinal aqui acontece quando ninguém está a olhar: um estranho poder emana destes minérios, transformando quem realmente acredita, em criaturas maravilhosas, que são uma mistura inesperada de animais que todos conhecemos. Este não é só um lugar de fantasmas antigos. Aqui habitam novas vontades, visíveis apenas a quem está mais atento e que, por um momento que seja, tenha a coragem suficiente para se deixar levar pela imaginação.


As crianças criaram, através de colagem tradicional, a base estética daquilo que viria a ser um conjunto de figuras oníricas realizadas depois através de colagem digital fotográfica e impressão em largo formato.


© Rita Pico


A inauguração contou com a apresentação do projeto MALACATE e da exposição fotográfica pelos diretores artísticos Filipe Abreu e Miguel Maia e da fotógrafa Sónia Godinho, seguindo-se depois uma apresentação por parte de algumas das crianças da escola da Mina de São Domingos, que contaram com a ajuda da Mariana Portugal Dias, professora que tem estado a trabalhar junto da escola através do MALACATE, nas Atividades de Enriquecimento Curricular.


A exposição fica agora presente junto às antigas oficinas de manutenção de locomotivas para todos os visitantes do complexo mineiro, conferindo uma nova visão de imaginação e possibilidades a esta paisagem.


© Rita Pico e Bruno Monteiro